A literatura e a geografia de Cabo Verde na escrita de seu presidente

2017-12-10
Fonte: Correio Braziliense
Foto por: Fnac

 

«O albergue espanhol», um escritor planeja meticulosamente o romance que ainda não escreveu. Lista os temas sobre os quais falará, decide que apenas nomes com cinco letras e “azulado som” entrarão no texto, escolhe uma cidade verde e afrodisíaca para servir de rota de emigração e avisa ao leitor, logo no início, que ele encontrará ali mares, navegantes, brisa, nuvens, artesanatos e cavalos. É inusitado «O Albergue espanhol» de Jorge Carlos Fonseca, jurista nascido em Mindelo, na ilha de São Vicente, em Cabo Verde, e presidente reeleito do (...)

«Fitxadu» de Sara Tavares

2017-12-10
Fonte: Fnac
Foto por: Fnac

 

Sara Tavares está de regresso às edições discográficas. Chama-se “Fitxadu” e é o quinto trabalho de originais de um nome maior da música portuguesa e Pela primeira vez, Sara Tavares partilha a composição das suas canções, na companhia de nomes como Kalaf Epalanga, Toty Sa´Med, Manecas Costa, Bilan (Cachupa Psicadélica) Princezito, ou Paulo Flores, entre muitos outros. “Coisas Bunitas” e “Brincar de Casamento” anteciparam a chegada do quinto trabalho de originais com data de edição dia 27 de Outubro de 2017 (Sony Music Portugal), (...)

Sabor de Moçambique: Doce de Batata

2017-12-10
Fonte: Rotas Turísticas
Foto por: Rotas Turísticas

 

Ingredientes:
• 2 kg de batata doce
• Açúcar
• 1/2 colher de chá de baunilha

Confeção
Lave as batatas e cozinhe-as com casca. Depois de estarem bem cozidas, passe-as em peneira fina. Pese a massa obtida e açúcar na mesma proporção e ponha numa panela levando ao lume mexendo bem sem parar, até aparecer o fundo da panela. Antes de retirar o doce do lume junte a baunilha.
Retire do lume, deixe arrefecer e corte à vontade.

 

“Banco Africano de Desenvolvimento vai olhar para países lusófonos como um bloco”

2017-12-09
Fonte: Observador
Foto por: Banco Africano de Desenvolvimento

O presidente do Banco Africano de Desenvolvimento disse que a instituição financeira vai olhar para os países lusófonos como um bloco e não individualmente.

O presidente do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD), Akinwumi Adesina, disse no passado dia 14 de novembro, à Lusa que esta instituição financeira está a preparar um novo olhar sobre os países lusófonos, olhando para os países como um bloco e não individualmente.
Quero que o BAD olhe para os países lusófonos de uma maneira diferente; estamos a criar um compacto entre o BAD e Portugal para ver como olhar para projetos maiores e usar os nossos instrumentos para tirar risco e dar mais escala aos projetos”, disse Adesina em (...)

Afirmar a lusofonia e a francofonia como "contrapeso cultural" ao inglês

2017-12-09
Fonte: DN
Foto por: UCCLA

Representantes do espaço linguístico do português e do francês encontraram-se nos passados dias 7 e 8 de dezembro, na Sorbonne Nouvelle, em Paris, para refletir sobre novas formas de cooperação e de definição de estratégias comuns a nível mundial

 

Reunir os decisores e intervenientes dos espaços linguísticos do português e do francês para refletir sobre os desafios da globalização e encontrar estratégias para as duas línguas serem um contrapeso cultural ao inglês é o objetivo do Congresso da Francofonia e da Lusofonia 2017, que hoje se inicia em Paris.
Para a presidente do congresso e diretora da Faculdade de Línguas Estrangeiras Aplicadas da Universidade Sorbonne Nouvelle, a luso-francesa Isabelle de Oliveira, é fundamental a cooperação (...)

Comércio entre a China e a Lusofonia cresceu 30 por cento até Setembro

2017-12-09
Fonte: Ponto Final
Foto por: Cortesia de photoraidz em FreeDigitalPhotos.net

Nos nove primeiros meses do anos, Pequim e os países de Língua Portuguesa trocaram bens no valor de quase 90 mil milhões de dólares. O montante representa um aumento de 29,36 por cento face a igual período do ano passado.

As trocas comerciais entre a República Popular da China e os países lusófonos subiram 29,36 por cento até Setembro, em termos anuais homólogos, atingindo 89,42 mil milhões de dólares, indicam dados oficiais.
Dados dos Serviços de Alfândega da China, publicados no portal do Fórum de Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, indicam que o Continente comprou aos países de língua portuguesa bens avaliados em 62,80 mil milhões de dólares – mais 31,26 por cento – e vendeu produtos no valor de 26,61 (...)

Hirondina Joshua, uma poetisa necessária para os nossos tempos

2017-11-15
Fonte: O Povo online
Foto por: Hirondina Joshua

 

Hirondina Joshua, escritora moçambicana que estreou no Brasil em 2017, faz das palavras uma porta aberta. Com os vocábulos certos, a autora de 30 anos guia os olhos dos leitores para os desejos, os amores, as incongruências da vida. Antes de publicar o primeiro livro – Os Ângulos da Casa – ela integrou várias antologias e foi colaboradora de periódicos. Mas é no primeiro livro que vemos as faces de Hirondina mais limpas. Publicado em Moçambique no ano passado, a obra ganhou uma edição brasileira pela Penalux.
Os Ângulos da Casa é um (...)

«Luz» de Cuca Roseta

2017-11-15
Fonte: FNAC
Foto por: FNAC

 

Diz a sabedoria popular que a verdade do fado está nos tradicionais e que naquele conjunto de quase 200 melodias passadas de boca em boca se pode viver a vida toda. Mas é natural que cada vida, para ser cantada em toda a sua integridade, precise de um vocabulário e de um código próprios. Sem menosprezo por esse imenso património tradicional, cuja riqueza e vitalidade nem à UNESCO escapou, Cuca Roseta vem reivindicando desde há muito um fado pessoal, feito à sua medida, não se entregando apenas nas mãos de terceiros mas propondo também as suas (...)

Caldo de Camarão de Cabo Verde

2017-11-15
Fonte: Rotas Turísticas
Foto por: Rotas Turísticas

 

 

 

Ingredientes
2 kg de camarões da ribeira
1 cebola
2 dentes de alho
1 kg de tomate maduro
1/2 kg de banana verde
1 kg de mandioca
1 kg de batata inglesa
1/2 dl de azeite doce
3 a 4 grãos de malagueta
sal q.b.

Confeção
Lavam-se os camarões e cozem-se em água e sal. Descascam-se e guardam-se as cabeças e a água da cozedura. (...)

Novo livro dos CTT “Cafés Portugueses - Tertúlias e Tradição”

2017-10-09
Fonte: CTT - Correios de Portugal
Foto por: CTT - Correios de Portugal

 

Os CTT apresentaram um novo livro sobre os “Cafés Portugueses – Tertúlias e Tradições” com foco nos mais emblemáticos cafés e pastelarias portugueses, numa junção de conceitos sobre as enormes alterações ocorridas no comércio e nas mentalidades ao longo dos anos. No passado dia 27 de setembro, às 11h00, o autor da obra esteve presente na Loja CTT das Amoreiras para uma sessão de autógrafos.
Esta edição da autoria de Samuel Alemão dá-nos a conhecer a cultura do café associada à identidade e cultura de Portugal. Nas últimas (...)