A Google vai lançar um novo cabo submarino e vai partir de Portugal

2019-07-14
Fonte: Pplware
Foto por: Google/ ppware

A comunicação na Internet assenta sempre em meios de transportes que, na maioria dos casos, não são visíveis para os utilizadores. Muito para além dos cabos terrestres, é nos cabos submarinos que a maioria da informação transita.

Para se autonomizar ainda mais, a Google anunciou agora o lançamento de mais um cabo. Este ligará a Europa a África e a sua origem será Portugal.

O novo cabo submarino da Google parte de Portugal
O Equiano foi anunciado, no passado dia 28 de junho, pela Google e garantirá as comunicações da gigante da Internet entre os continentes europeu e africano. Será exclusivo da empresa e será uma obra que a Alcatel Submarine Network terá em mãos e espera-se que esteja funcional já em 2021.
A grande novidade é que desta vez este cabo da Google sairá do nosso país. Portugal será um dos pontos de ancoragem do Equiano, reforçando principalmente a posição do nosso país do mapa das comunicações submarinas. O outro extremo irá ser colocado na África do Sul.

O Equiano tem novas tecnologias
Este novo cabo de comunicações de fibra ótica será o terceiro exclusivo da Google. O primeiro deles, o Curie, foi terminado em abril e liga o Chile e Los Angeles. O outro cabo, o Dunant, ligará França aos EUA, embora apenas no próximo ano. A Google tem ainda participações em mais 14 cabos submarinos de telecomunicações.
O cabo agora anunciado tem, sobretudo, algumas particularidades. O Equiano será o primeiro cabo submarino a incorporar comutação ótica no nível de pares de fibra. Tradicionalmente, a abordagem é feita com a comutação de nível do comprimento de onda. Segundo a Google terá cerca de 20 vezes mais capacidade de rede que o cabo anteriormente colocado para servir esta região.

A Google tem investido nos seus cabos submarinos
O investimento da gigante das pesquisas tem sido elevado. Nos últimos 3 anos a empresa já despendeu de 47 mil milhões de dólares para reforçar a sua infraestrutura técnica. Esta consegue aumentar os débitos e garantir a conectividade de forma permanente.
Com 99% do tráfego da Internet a passar por estes cabos submarinos, é importante que a Google garanta alternativas para a redundância exigida. É também importante ver que um cabo com este grau de importância está colocado no nosso país. Fica igualmente reforçada a importância estratégica de Portugal no mundo das telecomunicações.

Junho 2019

 

Bookmark and Share