Correios espanhóis anunciam entrada no mercado português de entrega de encomendas

2019-02-07
Fonte: Jornal de Negócios
Foto por: Correos

A companhia estatal Correos promete entregar encomendas em toda a Península Ibérica no prazo máximo de 24 horas.

A Correos, empresa de correios detida a 100% pelo Estado espanhol, anunciou no passado dia 29 de janeiro que vai iniciar um processo de internacionalização e entrar no mercado de serviços financeiros.
A internacionalização vai começar por Portugal e, nesta primeira fase, tem também o sudeste asiático como objetivo.
A entrada no mercado português será no setor da entrega de encomendas, com um prazo máximo de 24 horas em Portugal e Espanha. A Correos será assim mais uma concorrente dos CTT no mercado nacional, onde já estão presentes vários "players".
Na Ásia a companhia pretende construir um centro logístico.
"Temos o objetivo de constituir a rede de distribuição [de entrega de encomendas] em 24 horas mais eficiente da Península Ibérica. O que também nos abre a porta aos países de língua portuguesa", disse o presidente da Correos, Juan Manuel Serrano, num encontro com a imprensa em Madrid. Para uma fase posterior fica a entrada na América Latina.
"Agora só operamos em território nacional e para construir a nossa posição é necessário ir além forneiras. Precisamos de crescer internacionalmente e o Sudeste asiático é o principal ponto de origem de encomendas a nível mundial, com um volume cada vez maior", acrescentou, citado pelo CincoDias e pelo Expansión.
Ao contrário dos CTT, a Correos é uma empresa estatal e não está presente no setor financeiro. Algo que a empresa espanhola quer mudar, apontando a oferta de serviços financeiros nos seus perto de 2.400 pontos de venda como uma das formas de melhorar o seu negócio.
A Correos estima que tenha fechado o exercício de 2018 com prejuízos de 150 milhões de euros, prevendo reduzir este valor para 7,4 milhões de euros no final deste ano.

Janeiro 2019

Bookmark and Share