Fibra ótica: cabo submarino de quase 10 mil quilómetros vai fornecer capacidade 36 terabits

2018-07-12
Fonte: Jornal Económico
Foto por: Converge! Network Digest

Um consórcio que inclui a RTI Connectivity Pte. Ltd. (RTI-C), AARNet Pty Ltd (AARNet) e a Google, juntamente com a Alcatel Submarine Networks (ASN), filial da Nokia, e a NEC Corporation, anunciou que a construção do sistema de cabo Japão-Guam-Austrália (JGA) foi oficialmente iniciada.

O sistema de cabo submarino de fibra ótica de 9500 quilómetros oferecerá uma capacidade projetada de mais de 36 terabits por segundo (Tbps) e deverá ficar concluído no quarto trimestre de 2019.
O investimento da RTI-C no JGA será composto por capital do Fund Corporation for the Overseas Development of Japan’s ICT and Postal Services Inc. (Fundo Japan ICT), juntamente com empréstimos sindicados de instituições financeiras japonesas, incluindo a NEC Capital Solutions Limited.
O JGA está a ser construído em parceria pela ASN e pela NEC. O JGA Sul (JGA-S), o segmento entre Sydney, Austrália e Piti, Guam, é um cabo de um consórcio, incluindo a AARNet, Google e RTI-C. Por outro lado, o JGA Norte (JGA-N), o segmento entre Minami-Boso, Japão e Piti, Guam, é um cabo privado com a RTI-C como única investidora. O JGA-N e o JGA-S encontrar-se-ão em Guam na nova estação de amarração da GTA.
O JGA irá contribuir para a expansão das redes de comunicações que ligam o Japão e a Austrália à Ásia e aos Estados Unidos, melhorando assim a redundância da rede e expandindo as opções de conexão em Guam.
Sentimo-nos honrados por termos sido novamente selecionados pela RTI-C para construir o seu terceiro cabo submarino. Embora tanto o SEA-US como o HK-G forneçam conexão horizontal Este-Oeste em todo o Pacífico, o JGA fornecerá agora a tão necessária conexão vertical Norte-Sul, permitindo comunicações de alta capacidade a partir de qualquer ponto. Além disso, o JGA será o segundo projeto, depois do HK-G, a ser cofinanciado pelo Fundo Japan ICT, liderado pelo governo japonês, e o terceiro projeto de um grupo de investidores japoneses a apoiar o investimento da RTI, após o SEA-US e o HK-G,. Queremos utilizar ainda mais esses fundos para muitos outros cabos no futuro”, afirmou Toru Kawauchi, Diretor Geral da Divisão de Redes Submarinas da NEC.

Julho 2018

 

Bookmark and Share