Estudo da DHL identifica quatro elementos chave para o futuro da logística

2018-07-12
Fonte: Revista Cargo
Foto por: DHL

A líder global na indústria de logística, DHL Express, acaba de divulgar os resultados da 4.ª edição do Radar de Tendências da Logística, um estudo pioneiro que começou em 2013. Neste relatório, a DHL revela 28 tendências que podem impactar a indústria da logística nos próximos 5 a 10 anos.

A empresa adianta que o ‘Radar de Tendências da Logística’ é elaborado através da análise de grandes e microtendências, bem como dos contributos diretos de parceiros que incluem instituições de investigação; empresas tecnológicas, startups e clientes.
A maioria dos contributos é recolhida em primeira mão dos 10 mil profissionais de logística e especialistas de tecnologia que todos os anos visitam os Centros de Inovação da DHL. Os dados são depois agregados e refletidos no ‘Radar de Tendências de Logística’, que funciona como uma ferramenta dinâmica e de previsão estratégica que acompanha a evolução das tendências apontadas nas edições anteriores e identifica novas tendências.

Inovação será mais importante do que nunca
A edição de 2018/2019 do Radar de Tendências de Logística mostra que a inovação vai ser mais importante do que nunca, num contexto em que a digitalização está a conduzir à maior transformação da indústria.
O nosso Radar de Tendências da Logística funciona como um mapa para a Inovação, ajudando-nos a desenvolver e a catalisar investigação na indústria e a desenvolver projetos em conjunto com os nossos clientes e parceiros. Nesta edição, estamos bastante focados na revolução digital que está a acontecer na indústria e o seu impacto, através de quatro elementos-chave que estão a definir o futuro da logística: o foco no cliente; a sustentabilidade, a tecnologia e as pessoas”, explicou Mathias Huetger, Vice-Presidente Sénior e Diretor global para a Inovação e o Desenvolvimento Comercial da DHL.

Foco no Cliente
Este elemento será crucial para ir de encontro à procura dos clientes, proporcionando uma experiência de logística mais rápida e conveniente. Uma quantidade cada vez maior de bens que podem ser comprados online – especialmente no mercado de B2B – está a levar a uma necessidade de soluções logísticas omnicanal B2B. A procura dos clientes está também a levar ao aumento de envios diretos para o consumidor de bens sensíveis ao tempo e à temperatura. Esta tendência vai exigir a introdução de inovações no que diz respeito às embalagens, armazenamento e entrega de bens – como é o caso dos produtos de mercearia e medicamentos. Uma área-chave para a inovação será a integração de serviços de logística em ambientes domésticos inteligentes.

Sustentabilidade
Este elemento será obrigatório para operar na indústria da logística, à medida que os governos, as cidades e os fornecedores se comprometem com a redução de emissões de CO2 e os seus resíduos. A Green Energy Logistics – a eletrificação de frotas e instalações – oferece um enorme potencial para a logística se tornar mais ecológica. A contentorização inteligente no transporte será também importante para o desenvolvimento de soluções amigas do ambiente nas entregas em cidades muito congestionadas.

Tecnologia
Este elemento vai espalhar-se na indústria da logística, impulsionado pelas tendências como a Internet das Coisas (IOT) e a inteligência artificial. Uma tendência que poderá acelerar isto será a disseminação das redes sem fio de última geração, que podem aumentar significativamente a economia e o valor derivado da conectividade na cadeia de abastecimento. Outra tendência destacada nesta edição é a blockchain; que tem suscitado muito interesse e muitas promessas, mas a adesão da indústria a esta tendência pode enfrentar obstáculos significativos.

Pessoas
As pessoas continuarão a estar no centro da logística, mesmo que tendências como a robótica e a automação, assim como o software de automação, venham a redefinir a estrutura da força de trabalho da indústria da logística no futuro. As tarefas muito repetitivas e fisicamente exigentes vão ser ajudadas pela tecnologia, permitindo que as pessoas se dediquem a outras tarefas que requeiram gestão, análise e inovação. Conceitos de trabalho digital vão ser necessários para atrair e reter o talento da geração millennial na indústria da logística, assim como para apoiar a força de trabalho.
O relatório dá também destaque aos projetos de transformação inovadora da DHL, como é o caso do desenvolvimento bicicletas elétricas da DHL para a logística urbana ou o uso da inteligência artificial para prever o comércio global.
O relatório ‘Radar de Tendências da Logística’ da DHL está disponível para download gratuito no site da empresa.

Junho 2018

Bookmark and Share