WiFi4EU: a Internet deve ser para todos e o Wi-Fi gratuito na Europa vai avançar até 2020

2017-10-09
Fonte: Sapo Tek
Foto por: Cortesia de Master isolated images em FreeDigitalPhotos.net

São 120 milhões de euros que vão estar disponíveis para suportar a instalação de redes de WiFi em toda a Europa, garantindo acesso a todos os cidadãos. O Parlamento Europeu já aprovou o acordo num relatório apresentado pelo deputado Carlos Zorrinho e em 2018 devem ser atribuídos os primeiros financiamentos.

O objetivo do WIFI4EU é instalar hotspots em espaços públicos para que todos possam aceder livremente à internet. Os parques, praças, hospitais, centros de saúde, edifícios públicos, museus e bibliotecas, mas também estações de comboios e autocarros, poderão assim permitir o acesso gratuito a residentes e não residentes, com um processo de autenticação simples, sem publicidade e com proteção dos dados pessoais.
Depois de uma aprovação com 85% dos votos, o programa vai começar a chegar ao terreno e no início do próximo ano deverão ter início as candidaturas de comunidades através de um portal online, beneficiando 6 a 8 mil comunidades com ligações de alta velocidade até 2020.
A proposta inicial surgiu do presidente da Comissão Europeia no âmbito da revisão do pacote das telecomunicações e faz parte da visão de uma sociedade Gigabit na Europa. Em maio tinha sido alcançado um acordo entre a Comissão, o Conselho da União Europeia e o Parlamento Europeu, que hoje aprovou em Estrasburgo esta medida que vai chegar ao terreno nos próximos meses.
O relatório da iniciativa foi apresentado pelo deputado português Carlos Zorrinho, na sequência do trabalho na Comissão de Indústria, Investigação e Energia, e destaca a oportunidade para garantir um acesso mais alargado e mais inclusivo para o futuro de todos os europeus. “O acesso gratuito a internet de alta qualidade, independentemente da localização geográfica e dos recursos financeiros de cada um é muito importante”, refere o deputado português.

Setembro 2017

Bookmark and Share