Correios espanhóis anunciam entrada no mercado português de entrega de encomendas

2019-02-07
Fonte: Jornal de Negócios
Foto por: Correos

A companhia estatal Correos promete entregar encomendas em toda a Península Ibérica no prazo máximo de 24 horas.

A Correos, empresa de correios detida a 100% pelo Estado espanhol, anunciou no passado dia 29 de janeiro que vai iniciar um processo de internacionalização e entrar no mercado de serviços financeiros.
A internacionalização vai começar por Portugal e, nesta primeira fase, tem também o sudeste asiático como objetivo.
A entrada no mercado português será no setor da entrega de encomendas, com um prazo máximo de 24 horas em Portugal e Espanha. A Correos será assim mais uma concorrente dos CTT no mercado nacional, onde já estão presentes (...)

Secretário-Executivo da CPLP diz que a Mobilidade dos Jovens na Comunidade é Prioritária

2019-02-07
Fonte: Impala News / Lusa
Foto por: CPLP

É muito importante que se criem novos instrumentos de mobilidade entre os jovens e a minha prioridade será conseguir uma maior mobilidade de jovens dentro do espaço da CPLP”, disse Ribeiro Telles.

O secretário-executivo da comunidade lusófona falava, aos jornalistas, em Lisboa, no âmbito da cerimónia de abertura do “Ano da CPLP para a Juventude”.
O evento, que decorreu no parlamento português, contou com a participação de diplomatas, dirigentes de associações de juventude dos países que integram a comunidade e de representantes de países observadores.
Apontando que a CPLP é composta por nove Estados-membros com instrumentos jurídicos “muito diferenciados”, Ribeiro Telles sustentou a necessidade de encontrar (...)

Governo da Guiné-Bissau publica estudo do Impacto Ambiental e Social (EIES) do Projeto de Rede de Telecomunicações Banda Larga da África Ocidental na Guiné-Bissau (WARCIP)

2019-02-07
Fonte: ARN
Foto por: Governo da Guiné-Bissau

O Governo da Guiné-Bissau procura desenvolver o seu sector das telecomunicações, para o efeito, adotou recentemente uma estratégia de desenvolvimento nacional, cujo título é «Plano Estratégico e Operacional -2015-2020» com uma tónica particular sobre a promoção e o desenvolvimento de Tecnologias de Informação e da Comunicação (TIC) por intermédio do programa destinado a uma Infraestrutura de Comunicação Regional na África Ocidental (West Africa Régional Communications Infrastructure Program – (WARCIP)) financiado pelo Banco Mundial.

Os objetivos do Programa WARCIP/GB são comuns em todos os projetos WARCIP e consistem em aumentar a cobertura geográfica das redes de banda larga de grande capacidade, reduzindo deste modo os custos dos serviços de comunicação no território da Guiné-Bissau e entre a Guiné-Bissau e os outros países da CEDEAO, conectando-se ao cabo submarino ACE (Africa Coast to Europe) em Dakar e construindo um cabo de fibra ótica terrestre para a conexão entre Suru ao ponto de conexão OMVG, em Antula, na República da Guiné-Bissau.
O presente estudo é (...)

Governo de Angola quer retomar televisão digital terrestre

2019-02-07
Fonte: ANGOP
Foto por: Pexels/ Steve Johnson

O Ministro da Comunicação Social, João Melo, afirmou, no passado 25 de janeiro, em Luanda, que uma das prioridades do sector é retomar o projeto de televisão digital terrestre, por se tratar de um compromisso assumido pelo Governo.

João Melo, que falava no ato de assinatura do acordo entre a InfraSat e a Televisão Pública de Angola (TPA) para a exploração da banda KU16, no âmbito da compensação do sinal do Angosat1, disse que o projeto de televisão digital terá este ano um grande impulso.
Para o Ministro, o ato de assinatura do acordo confirma que o Angosat1 não “faleceu”, porque, apesar do percalço técnico que ocorreu, o acordo negociado pelo Estado e a parte russa, que permite este tipo de compensação, está a funcionar.
O acordo vai permitir à (...)

Governo de Cabo Verde vai atribuir Estatuto de Utilidade Pública aos Media Privados

2019-02-07
Fonte: Impala News / Lusa
Foto por: Pexels

Segundo o Ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, a medida, que ainda será aprovada em Conselho de Ministros, pretende “desafogar” os órgãos privados com a descontinuidade do pagamento de dívidas ao Estado e o investimento do valor do perdão fiscal na própria empresa.

São duas propostas que resultam de uma enorme renúncia fiscal por parte do Estado, não é transferência direta de verbas, mas é renúncia fiscal, o efeito vai ser o mesmo, ou seja, tudo depende do investimento que os próprios gestores irão fazer”, salientou.
O Ministro sublinhou que o não pagamento de impostos irá vigorar durante cinco anos, para as empresas se recuperarem e se organizarem, tendo em conta a sua responsabilidade social e fiscal para com o Estado.
Uma empresa que não consegue recuperar-se durante cinco (...)

O setor das telecomunicações é onde o futuro chega primeiro

2019-02-07
Fonte: Pedro Tavares/ JE editors e Deloite
Foto por: Pexels

Se o futuro das comunicações humanas depende, em larga medida, da Inteligência Artificial (AI) é porque a história dos algoritmos inteligentes já é longa.

A AI, se interpretada como a habilidade de uma máquina ou um software em executar funções cognitivas que são normalmente atribuídas aos seres humanos, como por exemplo a perceção, raciocínio, aprendizagem e interação, emergiu como conceito nos anos 50. Tangibilizou-se em 1958 com o algoritmo criado pelo americano Frank Rosenblatt que possibilitou a implementação de uma rede neuronal artificial. Desde então, o mundo académico desenvolveu inúmeros algoritmos, com crescente nível de sofisticação, que incorporam técnicas de Machine Learning (...)

Proximus: crise nas telecomunicações europeias

2019-02-07
Fonte: Jorge Fonseca de Almeida/ Economista/ Jornal de Negócios
Foto por: Pexels

As telecomunicações na Europa estão em crise, vergadas pela concorrência desenfreada, pela desregulamentação e pela estagnação das receitas. A redução de trabalhadores parece ser a solução que as grandes empresas encontraram para tentar manter a alta rentabilidade do setor.

As ações da Proximus, a antiga Belgacom, o gigante das telecomunicações belgas, foram suspensas no dia 9 de janeiro último pela autoridade de mercado (FSMA) na sequência de rumores de que se preparava para despedir cerca de 15% dos seus empregados, cerca de 2.000 pessoas. Simultaneamente a FSMA chamou a presidente da empresa Dominique Leroy para explicações. Estas foram céleres: a empresa vai por em prática um plano de despedimento de 1.900 empregados (1 em cada 7 trabalhadores).
A empresa justifica a sua ação pela pressão que a (...)

Cientistas querem tornar telecomunicações mais resistentes

2019-02-07
Fonte: Notícias ao Minuto
Foto por: rawpixel.com from Pexels

Onze investigadores das faculdades de Ciências e Tecnologia (FCTUC) e de Economia (FEUC) da Universidade de Coimbra (UC) e do Instituto de Telecomunicações de Aveiro estão a desenvolver "novos modelos matemáticos e algoritmos", tendo por base uma ideia do cientista David Tipper, revela a FCTUC numa nota enviada, no passado dia 14 de janeiro, à agência Lusa.

O projeto tem como objetivo "aumentar a resiliência das redes de comunicações que sustentam os serviços críticos (hospitais, bolsa, banca, serviços de emergência, etc.)", afirma a FCTUC, sublinhando que "uma avaria em redes de comunicações que suportam serviços essenciais pode causar danos incalculáveis".
As redes devem, por isso, ser "resilientes, isto é, devem ter a capacidade de reagir e continuar a funcionar perante eventos indesejados como, por exemplo, corte de cabos, ou devem ser capazes de mitigar os efeitos no (...)

CE quer mais empenho das tecnológicas para combater fake news a tempo das eleições

2019-02-07
Fonte: Sapo Tek
Foto por: Pexels

A Comissão Europeia publicou, no passado dia 29 de janeiro, os primeiros relatórios apresentados pelos signatários do Código de Conduta sobre a Desinformação, grupo do qual fazem parte tecnológicas como Facebook, Google, Twitter e Mozilla e outras associações de plataformas online e da indústria publicitária.

Através deste código de conduta, assinado em outubro de 2018, a intenção foi criar um instrumento de autorregulação, com o compromisso dos participantes em aplicarem "de forma rápida e eficaz" os compromissos assumidos, "privilegiando as medidas mais urgentes na perspetiva das eleições europeias de 2019".
Sobre os primeiros relatórios agora apresentados pelos signatários, Bruxelas destaca os avanços feitos, mas considera que as empresas e associações devem intensificar os seus esforços na preparação para as eleições (...)

Serviços de streaming estão cada vez mais parecidos com as TV a cabo

2019-02-07
Fonte: How to Geek/ Olhar Digital
Foto por: Lisa Fotios from Pexels

As plataformas têm mudado para se adaptar ao mercado, mas podem levar sua audiência ao cenário que existia antes de elas surgirem. Mesmo assim, ainda são um serviço importante. Houve um tempo em que a TV a cabo era o sonho de consumo dos espectadores. Afinal, eram muitos os programas diferenciados oferecidos de forma exclusiva e, principalmente, havia uma grande disponibilidade de filmes e séries que não apareciam nos canais abertos.

Depois, vieram os serviços de streaming. Plataformas como o pioneiro Netflix, o Hulu e até a opção da Amazon chegaram ao mercado com a missão de atrair o consumidor por meio de benefícios únicos. Para isso, fizeram acordos com redes de TV e criaram bibliotecas recheadas de filmes e programas televisivos exclusivos.
Muitos clientes assinaram a Netflix apenas para ver Breaking Bad, The Walking Dead ou mesmo os filmes da Disney disponíveis em seus arquivos. Além disso, os serviços de streaming são baratos, convenientes, não (...)