«Conteúdos e Media: como a COVID-19 alterou os hábitos de consumo» na AICEP TV

2020-10-11
Fonte: AICEP
Foto por: AICEP

No passado dia 7 de outubro de 2020, a AICEP realizou mais uma «Conversa AICEP», desta vez subordinada ao tema «Conteúdos e Media: como a COVID-19 alterou os hábitos de consumo».

Esta conferência decorreu através da 1.ª emissão da AICEPTV, o novo canal de media desta associação internacional que, como referiu João Caboz Santana, Presidente da Direção da AICEP, na abertura deste evento, “foi lançado para levar permanentemente a todos os membros, amigos e parceiros da AICEP, e ao mundo em geral, tudo o que de mais relevante esta associação internacional faz com, pelos e para os seus membros, dando notícias e transmitindo os seus eventos”, como foi o caso desta conferência.
A pandemia e o confinamento dos três meses que se lhe seguiu lançou desafios importantes a todos nós consumidores de conteúdos e media dos diferentes países, mais disponíveis do que nunca para neles procurarmos a informação e o entretenimento de que todos necessitámos.
Mas o acesso aos conteúdos e a forma como estes foram consumidos foi diferente consoante se tratou dos “Boomers” ou dos “Millennials”, por um lado, ou da “Geração Z”, por outro.
Daqui resultam inúmeras questões, tais como:
• Que novas verdades nos mostra a análise do comportamento do público?
• Foi mesmo o Digital o Rei do confinamento?
• E para os Produtores e “Broadcasters”, que desafio o confinamento lhes colocou?
• De súbito, sem qualquer público ou convidados nos seus estúdios e sem grandes eventos para transmitir, o que fizeram os “Broadcasters” de todo o mundo?
• E como reagiram também os operadores de televisão?
• As mudanças que se verificaram irão continuar traduzindo isso uma mudança no paradigma do consumo que esta crise pandémica à escala global despertou e que vai continuar depois da mesma?
Esta enorme e repentina crise sanitária está evidentemente a acarretar também uma séria crise financeira nos diferentes países, podendo também questionarmo-nos se vai afetar os media e, em particular, a televisão. E se sim, em que medida? E afetará da mesma maneira os operadores públicos e os privados? Em que medida esta crise vai despertar novas ferramentas e novas maneiras de produzir televisão?
Como referiu José Lopes Araújo, Diretor Institucional e de Arquivo da RTP - Rádio e Televisão de Portugal, na sua intervenção, “é talvez ainda cedo para um trabalho profundo sobre o que se está a passar e como a pandemia irá condicionar a forma e o conteúdo do nosso consumo de conteúdos e media e da indústria audiovisual, em geral, mas já é oportuno começarmos a olhar para estes primeiros meses e vermos o que já se está a revelar”.
Foi o que se procurou fazer com esta conferência, na qual José Lopes Araújo, conversou com a AICEP e os seus membros e partilhou o seu saber e experiência sobre este importante e muito oportuno tema.
Moderada por Miguel Salema Garção, Diretor de Comunicação e Sustentabilidade dos CTT - Correios de Portugal, esta conferência permitiu aos mais de 100 participantes oriundos de vários países do mundo e, em especial, do mundo lusófono, fazerem uma importante reflexão e intenso debate sobre um tema que não poderia ser mais oportuno para o setor das comunicações, em particular do audiovisual, no atual contexto digital.

Outubro 2020

AICEP

Bookmark and Share