CTM prevê concluir instalação da cobertura externa da rede 5G até ao final deste mês

2020-07-14
Fonte: Ponto Final/ Miguel Fan
Foto por: CTM

A primeira fase da instalação da rede da tecnologia 5G deverá estar terminada no final de Junho. Num encontro com a imprensa, que decorreu na zona das Ruínas de São Paulo, a CTM realizou uma série de testes para comprovar o funcionamento da rede.

Partiu de Declan Leong, VIce-Presidente para os Serviços da Rede da Companhia de Telecomunicações de Macau (CTM), a informação de que a primeira fase da construção da rede da tecnologia 5G será concluída até ao final de Junho. Ontem, este e outros responsáveis da empresa, acompanharam os jornalistas num passeio que percorreu as ruas entre as Ruínas de São Paulo e a Praça de São Domingos, para que fosse testada a cobertura da rede nessa zona de cidade.
A CTM levou a cabo, desde Março, a primeira fase da instalação da rede 5G, que envolveu um investimento de 600 milhões de patacas. De momento, mais de 80% do projeto já está completo. O objetivo será concluir a construção até ao final de junho”, afirmou Declan Leong, acrescentando que “Macau vai tornar-se a primeira cidade na Ásia com uma cobertura externa em pleno.”
Questionado sobre a continuação da construção da rede da 5G, o mesmo responsável revelou que a CTM irá lançar brevemente a segunda fase da instalação, com vista a concluí-la ainda este ano. “Além de otimizar a cobertura no espaço interior e exterior, serão introduzidas tecnologias como divisão da rede em «fatias» (“network slicing”, em inglês), computação de borda, redução de latência e conectividade massiva”, detalhou.
No passeio de apresentação, a equipa da CTM encaminhou os jornalistas por várias ruas – as principais e as mais estreitas – na zona das Ruínas de São Paulo, incluindo Largo da Companhia de Jesus, Rua de São Paulo, Travessa da Fortuna, e Praça de São Domingos. Com base nos resultados de testes de velocidade, a equipa da CTM mostrou que a ligação descendente pode atingir até 1.2 Gbps nesses locais.
Na Travessa da Fortuna, com telemóveis da companhia que adotam já a rede 5G, a equipa da CTM e os jornalistas testaram a estabilidade no acesso a vídeos com uma resolução de 4K. Na Praça de São Domingos, Leong aproveitou para fazer um pequeno vídeo e demonstrar aos jornalistas presentes a velocidade de descarregamento de dados com 1GB de capacidade, através da rede 5G. O processo demorou menos de 10 segundos.
A CTM explicou que o “espectro dourado” – frequência mais favorável ao desenvolvimento da rede 5G – se define entre 3400 MHz e 3600 MHz. “Com recursos de frequência suficientes, a velocidade teórica da 5G da CTM pode atingir 2.6 Gbps. A velocidade média é 300 Mbps.”, revelou ainda o representante da companhia.
Para “incentivar o desenvolvimento dos operadores” e “evitar o desperdício dos recursos de radiofrequência”, a companhia sugeriu ao Governo para coordenar o planeamento de implementação dos diversos operadores, incluindo a “conclusão da cobertura em determinado prazo, métricas de velocidade da rede, e introdução de novas tecnologias para a alocação dos recursos de radiofrequência.”
Na conferência de imprensa, Declan Leong referiu ainda que a CTM registou um acréscimo na utilização da internet durante a epidemia, mas não aumentou os custos dos tarifários mensais. Em relação à possível diminuição do rendimento, o representante disse que os dados serão contabilizados só no final do ano. Quanto à cobrança dos serviços da rede 5G, Leong afirmou que, para já, não tem dados concretos, uma vez que ainda não há novos licenciamentos de convergência de telecomunicações. O vice-presidente da CTM revelou, por último, que a empresa irá participar no exercício de resposta a situações de tufão batizada «Peixe de Cristal 2020», a realizar pelos Serviços de Polícia Unitários no dia 27 de junho.

Julho 2020

 

Bookmark and Share