Victor Adonai Costa assume Diretoria-Geral da Angola Cables

2019-07-14
Fonte: IPNews /Teletime
Foto por: IPNews

Victor Adonai Costa assumiu o cargo de Diretor-Geral da filial brasileira da Angola Cables, até então ocupado por Regina Menezes. Com mais de 30 anos de experiência nas áreas de Telecom e TI, o executivo atuou na presidência e diretoria de grandes empresas do setor.

 

Angola Cables inaugura data center AngoNAP em Fortaleza
Formado em Administração pela Universidade Federal da Bahia e com MBA em Finanças pela FGV, ele chega à companhia para liderar os megaempreendimentos que já estão em operação no país – o Data Center AngoNAP Fortaleza e os cabos submarinos de fibra ótica SACS e Monet.
A Angola Cables é uma multinacional de telecomunicações fundada em 2009. Atua nos mercados de cloud, por meio de seus Data Centers, e no de atacado, com a comercialização de capacidade de transmissão internacional através de cabos de fibra óptica submarinos e IP Transit.
A empresa gere o Angonix, um Ponto de Intercâmbio na Internet localizado em Luanda e o terceiro maior em África, bem como o cabo submarino WACS (conecta os continentes africano e europeu) e dois data centers: AngoNAP Luanda (Angola) e o AngoNAP Fortaleza (Brasil) ligado aos cabos SACS e Monet.
Angola Cables lança serviço de cloud
A Angola Cables lançou, no passado dia 25 de junho, o serviço de cloud de infraestrutura como serviço (IAAS, na sigla em inglês). A plataforma promete proporcionar a clientes corporativos ganhos de desempenho, mais produtividade e custos reduzidos com investimentos em hardware, com sistema acessível por qualquer dispositivo móvel. Segundo comunicou a companhia, a solução oferece baixo custo de operação e garantia de assistência 24/7.
A operadora recentemente inaugurou data center tier III em Fortaleza, onde tem cabos submarinos (SACS, Monet e WACS). A infraestrutura servirá de base para os serviços de cloud, que permitirá aos clientes terem ligação direta com centros de conectividade nas Américas do Sul e do Norte, além da Europa.
A solução multiplataforma promete ainda gestão mais eficiente de recurso de TI, redução de custos, disponibilidade, segurança de dados, infraestrutura escalonável, cobrança por utilização de recursos, flexibilidade, possibilidade de integração com ambientes não cloud (híbrido) e pagamento em moeda local. Os serviços disponíveis são: plataforma principal em Openstack; backup de instâncias e/ou de discos virtualizados em diferentes velocidades e modelos; recursos de redes; disponibilidade de licenças de sistemas operacionais; e oferta de soluções personalizadas com integração de outros hypervisors e diferentes bancos de dados.

Junho 2019

Bookmark and Share