Operadora móvel dos Correios do Brasil já conta com mais de 21 mil clientes

2017-07-12
Fonte: Tudo Celular
Foto por: ECT - Correios do Brasil

Poucas semanas após os Correios do Brasil darem início à venda de chips para a sua MVNO, operadora virtual de telefonia móvel, a empresa já conseguiu impressionantes 21 mil habilitações em Belo Horizonte, Brasília, Campinas, São Paulo e Rio de Janeiro.
As informações foram publicadas pelo Mobile Time e mostram que, apesar do número ainda ser pequeno, considerando a base nacional de celulares, já conseguiu superar as previsões da empresa.

Quando começou a oferecer os seus serviços no Rio De Janeiro, a MVNO já contava com 15 mil chips vendidos, ou seja, por outras palavras, a média de crescimento desde então é de 3 mil chips por semana, algo que tende a aumentar à medida que o serviço vai chegando a mais cidades.
Os chips, que são comercializados exclusivamente nas agências dos correios, contam com planos pré-pagos de R$30 mensais que dão direito a 1GB de internet e 100 minutos de ligação para qualquer operadora, além de trazerem bónus para utilização do WhatsApp sem debitar os dados da franquia.
Em meio a tanto crescimento, a estatal já considera vender smartphones nas suas agências, estuda o lançamento de planos pós-pagos e corporativos, mas isso são planos para o futuro.
As recargas podem ser feitas tanto nos 12 mil postos de atendimento direto entre agências próprias, franqueadas e comunitárias, bem como através de POS com a bandeira Cielo.
O serviço, que levou 7 anos para ser implementado, utiliza parte da infraestrutura da rede móvel da TIM, e como as vendas estão a ultrapassar as expectativas, uma ampliação de acordo para além dos cinco anos previstos no contrato inicial já está sendo estudada.
De acordo com o Presidente da empresa, Guilherme Campos, o serviço de telefonia móvel já tem sido muito bem avaliado e chega como mais uma etapa na integração da estatal à era digital.
De momento, a cada 100 chamadas realizadas para o call center, 98,5% são compostas de elogios, com reclamações totalizando míseros 1,5%.

Junho 2017

 

Bookmark and Share