Painel "Tendências de Evolução: O Que Temos à Nossa Frente”

2019-06-13
Fonte: AICEP
Foto por: AICEP

Este painel do XXVII Fórum AICEP das Comunicações Lusófonas 2019 teve como Key Note Speaker, Rui Lavado, Partner e Managing Director da Management & Capital Advisors e como Moderador, Jorge Cravo, Partner da Leadership Business Consulting. Integraram este painel, Gulamo Nabi, Diretor-Geral da Vodafone Mpesa; Jorge Frazão, Administrador-Delegado da CST - Companhia Santomense de Telecomunicações, e Sara Pires, Presidente do Conselho de Administração da RTC - Radiotevisão Caboverdiana.

Na sua intervenção Rui Lavado partilhou com todos os presentes que a Cadeia de Valor das TIC tem evoluído de forma expressiva, refletindo as novas soluções e que a sua adoção crescente, quer a nível do utilizador final, quer empresarial, tornou-se mais complexa, tendo deixado a natureza mono dimensional, como resultado da emergência de tecnologias transformacionais, incluindo a Cloud, o Móvel, o Big Data & Analytics, o Social, entre outras, fortemente aceleradoras de inovação e a que hoje designamos de nova plataforma das (...)

Painel "Regulação e Concorrência: Apoiar o Desenvolvimento e o Progresso"

2019-06-13
Fonte: AICEP
Foto por: AICEP

Este painel do XXVII Fórum AICEP das Comunicações Lusófonas 2019 teve como Key Note Speaker, António Robalo de Almeida, Presidente Executivo da Potencial of Change/Principal Advisory, e como Moderador, Jorge Cravo, Partner da Leadership Business Consulting. Integraram este painel, Américo Muchanga, Diretor-Geral da ARECOM - Autoridade Reguladora das Comunicações de Moçambique; Hélio Varela, Diretor Técnico da Unitel T+ de Cabo Verde, e André Luís Vieira, Diretor Presidente da CorreiosPar do Brasil.

No âmbito deste painel, António Robalo de Almeida, na sua intervenção, referiu que o atual modelo de regulação foi desenvolvido no contexto de uma época anterior ao novo ecossistema digital, pelo que deveria ser repensado, tendo em vista a sua adequação a estes novos tempos.
Para António Robalo de Almeida, os grandes desafios aos quais a regulação deve responder podem ser agrupados em 4 grandes temas: Meio Envolvente, Consumidores, Mercados e Concorrência e Institucional/Organizacional, tendo dado especial destaque ao grande tema dos (...)

Painel "Inovação, Proximidade e Confiança: Como os Melhores Operadores Criam Valor num Mercado em Profunda Transformação"

2019-06-13
Fonte: AICEP
Foto por: AICEP

Este painel do XXVII Fórum AICEP das Comunicações Lusófonas 2019 teve como Key Note Speaker, Xavier Rodríguez-Martín, Administrador da Dstelecom, e como Moderador, Jorge Cravo, Partner da Leadership Business Consulting. Integraram este painel António Sercal, Membro da Comissão de Gestão Interina da Angola Telecom; Isidoro Gomes, Presidente do Conselho de Administração dos Correios de Cabo Verde; e Nelson Chacha, Diretor Comercial da Tmcel - Moçambique Telecom.

A tarde deste dia intenso de trabalho iniciou-se com este painel, no qual Xavier Rodríguez-Martín, partilhou com todos os participantes que a tecnologia é fundamental para o negócio de todos os operadores, mas não é, por si só, apenas um elemento de diferenciação, de sustentabilidade ou de vantagem competitiva permanente, havendo elementos intangíveis na sua estratégia que num mundo em mudança profunda assumem uma importância cada vez maior, tais como a capacidade de inovação, a proximidade e a confiança.
Dando especial importância ao (...)

Painel de Debate "Estado e Tendências das Comunicações Lusófonas"

2019-06-13
Fonte: AICEP
Foto por: AICEP

Este último painel de debate do XXVII Fórum AICEP das Comunicações Lusófonas 2019, Moderado por Jorge Cravo, Partner da Leadership Business Consulting, teve como participantes Massingue Apala, Diretor da Direção Postal e de Telecomunicações da ARECOM - Autoridade Reguladora das Comunicações de Moçambique; Carlos Barrocas, Diretor de Engenharia e Sistemas da RTP - Rádio Televisão de Portugal; Artur José Solon Neto, Diretor de Governança, Compliance e Segurança dos Correios do Brasil; e Mahomed Rafique Jusob, Presidente do Conselho de Administração da Tmcel – Moçambique Telecom.

Neste último painel, os vários participantes tiveram a oportunidade de partilhar e debater com todos os participantes o trabalho que cada uma das suas organizações está a fazer no contexto da transformação para o digital, demonstrando que as respetivas organizações estão atentas ao referido processo que tem estado a acontecer a nível global.
Mais resultou do participativo e vivo debate efetuado que, não obstante os diferentes países de expressão portuguesa terem diferentes estádios de desenvolvimento, em função das diferentes realidades (...)

Conclusões e Sessão de Encerramento do XXVII Fórum AICEP das Comunicações Lusófonas 2019

2019-06-13
Fonte: AICEP
Foto por: AICEP

A sessão de conclusões e encerramento do XXVII Fórum AICEP das Comunicações Lusófonas 2019, subordinado ao tema “Visão, Inovação e Acção: É Tempo de Futuro”, contou com as intervenções do Presidente da Direção da AICEP, João Caboz Santana, e da Presidente do Conselho de Administração da ARECOM – Autoridade Reguladora das Comunicações de Moçambique e Presidente deste XXVII Fórum AICEP, Ema Chicoco, e serviu, desde logo, para fazer um breve balanço do dia de trabalho realizado, do qual resultou a indiscutível importância e a oportunidade de trazer este tema à reflexão e debate de todos os participantes.

Do balanço efetuado resultaram importantes conclusões que o Presidente da Direção descreveu e sintetizou e as quais poderão ser consultadas no documento que abaixo se anexa.
Por outro lado, o Presidente da Direção aproveitou a oportunidade para referir que o intenso trabalho, e também convívio, que se realizou em Maputo (Moçambique) enriqueceu todos os participantes, tendo para o efeito sido fundamental o trabalho de um conjunto de pessoas, quer do Secretariado da AICEP, quer dos Membros Moçambicanos da AICEP, que, também na sessão de encerramento, (...)

Tmcel celebra contrato com o grupo chinês Huawei

2019-05-07
Fonte: Macauhub
Foto por: Macauhub

A empresa moçambicana Tmcel vai despender 23 milhões de dólares em equipamento de telecomunicações ao abrigo de um contrato assinado, no passado dia 23 de abril, em Pequim, com o grupo chinês Huawei, informou a agência noticiosa AIM.

O valor a ser investido pela Tmcel, empresa moçambicana criada em 2018 a partir da fusão das empresas públicas Telecomunicações de Moçambique (TDM) e Moçambique Celular (MCel), será proveniente de recursos próprios da empresa.
A AIM escreveu que esse montante será o resultado da venda de ativos “que não constituem o foco principal do negócio da Mcel” e adiantou que, nos termos do contrato, este projeto terá início o mais depressa possível.
O Ministro dos Transportes e Comunicações, Carlos Mesquita, disse dever iniciar-se ainda (...)

RTP estabelece protocolo de cooperação com a brasileira TV Cultura

2019-05-07
Fonte: Meios e Publicidade/ Dinheiro Vivo
Foto por: RTP

A partilha de meios e a troca de programas e conteúdos informativos são alguns dos pontos previstos pelo protocolo de cooperação assinado entre a RTP e a TV Cultura.

As duas estações públicas têm já em marcha projetos de cooperação no âmbito deste protocolo, nomeadamente no que diz respeito à troca de programas culturais e infantis entre a RTP2 e a TV Cultura, casos dos formatos “Visita Guiada” e “Madeira Prima”, produzidos pela RTP, que terão exibição na estação brasileira. Em sentido inverso, “Café Filosófico” e “Brasil Toca Choro”, uma série musical sobre chorinho, produzidos pela TV Cultura, terão exibição na RTP2.
Além desta troca de programas, o protocolo prevê que (...)

Presidente dos Correios do Brasil avalia abrir capital da estatal

2019-05-07
Fonte: Brasil Económico/ Tudo celular
Foto por: Wikipedia: Marcos Oliveira/Agência Senado

Na mira do programa de privatizações do governo, os Correios iniciaram estudos para abrir o capital da empresa. O processo permitiria que a estatal negociasse ações na Bolsa de Valores, da mesma forma que outras empresas estatais como a Petrobras e o Banco do Brasil. O plano foi mencionado pelo Presidente da estatal, Juarez Cunha, no podcast institucional “Com a palavra, o presidente dos Correios”. A informação foi publicada inicialmente pelo G1 .

No programa, publicado no passado dia 29 de abril, Cunha diz que a ideia de abrir o capital faria parte de um processo de modernização dos Correios . "Também já iniciamos, com vista à modernização da empresa, estudos para abertura do capital. Isso é uma medida fundamental, importante, de maneira que possamos ter um quadro de sócios minoritários", afirmou Cunha.
O executivo reforçou, no entanto, que é contra a privatização dos Correios. Na avaliação dele, um dos argumentos para se opor à venda da empresa é o fato de que a (...)

CTT lançam plataforma digital para entregas até duas horas

2019-05-07
Fonte: CTT - Correios de Portugal
Foto por: CTT Now

Os CTT - Correios de Portugal lançam no mercado o CTT Now, uma plataforma digital que suporta um serviço de distribuição de encomendas no próprio dia, num prazo até duas horas. Os pedidos podem ser realizados através da aplicação no telemóvel ou no site.

Este novo serviço, pensado para a conveniência dos clientes CTT, está disponível numa primeira fase na zona da Grande Lisboa. O cliente, através da aplicação ou do site, pode solicitar o envio do seu objeto e acompanhar o percurso do estafeta até ao momento da entrega.
Para Alberto Pimenta, Diretor de e-Commerce dos CTT, “o CTT Now representa mais um passo dos CTT na senda da sua transformação digital, inovação e desenvolvimento do comércio eletrónico em Portugal, disponibilizando aos seus clientes, particulares ou empresas com perfil (...)

Parcela de 45% da Angola Telecom a privatizar vale 500 milhões USD

2019-05-07
Fonte: Mercado
Foto por: Angola Telecom

Segundo José Carvalho da Rocha, que falava, aos jornalistas, à margem da inauguração do novo Data Center da Angola Cables, em Fortaleza, Brasil, o valor resulta de uma avaliação aos ativos da empresa concluída recentemente.

O montante - que na prática avalia a empresa pública num total cerca de 1,1 mil milhões USD - tem em conta o património imobiliário da companhia, assim como os seus ativos, incluindo infraestruturas de telecomunicações e participações em empresas, banca incluída.
De acordo com o Ministro, que reiterou que o processo de privatização da Angola Telecom deverá ser lançado ainda no decurso deste ano por concurso público internacional, o valor final deverá ser, contudo, alvo de negociação com o comprador, tendo em conta não apenas a (...)